Resenha: Cartas para M. - O homem que não sabia sorrir

22.8.16 Cuca Literária 2 Comentários



Livro: Cartas para M. - O homem que não sabia sorrir
Autora: Michele Pupo
Editora: Penalux
Número de Páginas: 126
Ano da edição: 2015

Sinopse: A jovem Beatriz conhece, em uma cafeteria, um sujeito interessante. Os dois se sentem atraídos: possuem a mesma inclinação para a arte. Depois disso, empreendem mais dois ou três encontros e a moça descobre estar diante de um curioso caso: um homem que não sabia sorrir. Ele desperta em Beatriz um sentimento de compaixão diferente e ela decide descobrir o que há por trás daquela face cansada. É quando ele some, sem deixar vestígios. A jovem procura a atendente da cafeteria, Laura, responsável por lhe apresentar o rapaz e que revela que ele faleceu. Beatriz se recusa a acreditar na história e decide descobrir o verdadeiro motivo do sumiço. A partir de então, vários segredos são revelados: o trágico passado de M., sua ligação com a atendente Laura e o motivo de sua profunda tristeza.

Resumo da obra

 Beatriz, uma jovem bonita e inteligente, conhece, em uma tarde de inverno, um sujeito interessante, porém, misterioso. Os dois trocam algumas palavras em uma cafeteria chamada Recoleta, e lá descobrem interesses em comum: ambos gostam de arte. Depois de algum tempo, a jovem acaba percebendo algo estranho no comportamento do seu mais novo conhecido: ele é um homem que não sabe sorrir.

 Após esse primeiro contato, o rapaz desaparece, e Beatriz não entende o motivo do sumiço do homem misterioso, o qual ela passa a chamar de M. - o homem que não sabia sorrir.

 M. reaparece raras vezes no local onde se conheceram. Sempre depressivo, com a tristeza estampada no rosto, M. desperta em Beatriz um sentimento de compaixão diferente: humano, autêntico e puro. Ela decide descobrir o que há por trás e devolver o sorriso para ele.

 Beatriz resolve escrever cartas para M. a fim de consolá-lo por meio de palavras, pois a mesma acredita que alguns vocábulos possuem mais força quanto um abraço. Ela entrega as cartas para uma garçonete chamada Laura, e pede que a mesma entregue para M. suas correspondências.

 Ocorre que passado algum tempo, sem obter nenhum tipo de resposta, Beatriz retorna à cafeteria e pergunta para Laura se M. havia aparecido e se lia as cartas que ela enviava, entretanto, a garçonete informa que M. veio a falecer.

 Inconformada com a notícia, Beatriz resolve partir em busca do real motivo que levou ao desaparecimento de M., e a partir daí, várias surpresas surgem, acompanhadas de segredos e alguns mistérios.


Minha opinião

 Com uma linguagem simples e envolvente, a autora traçou uma narrativa bem interessante, a qual eu gostei bastante, pois tornou a leitura rápida e de fácil compreensão. Achei que a história poderia ter sido mais desenvolvida, pois tem elementos capazes de prender a atenção dos leitores, entretanto, apesar da boa organização do enredo, o mesmo se desenrolou de forma rápida, algo que me incomodou um pouco, pois tornou os acontecimentos previsíveis, ou seja, eu já era esperava que alguns fatos viessem acontecer. Fora esse detalhe, a obra é gostosa de ler, uma boa pedida para quem gosta de romances. 

Classificação:

Onde comprar




Veja também:

2 comentários:

  1. Diante de um trabalho que considero enriquecedor para nossa blogosfera, venho agora lhe contar uma novidade: Acabo de indicar seu blog ao Prêmio Dardos – Agosto 2016. Confira no blog sua indicação.
    http://www.atraentemente.com.br/2016/08/premio-dardos-agosto-2016.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Evandro!

      Muito obrigada pela sua indicação, fico feliz por fazer um trabalho que ajuda a enriquecer a blogosfera, e mais ainda, por incentivar a leitura em nosso país.

      Abraços!

      Excluir