Resenha: Como Se Casar Com Um Marquês - Julia Quinn

28.9.17 Cuca Literária 30 Comentários




Livro: Como Se Casar Com Um Marquês 
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 320
Gênero: Romance de Época
Ano da edição: 2017

Sinopse: Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa.
Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa.
Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual.
É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente... Elizabeth Hotchkiss.
Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada.
Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.

Resenha

 Como Se Casar Com Um Marquês é o segundo volume da série Os Agentes da Coroa (lembrando que já postei aqui no blog a resenha do primeiro livro dessa duologia), e tem como protagonista James Sidwell, o marquês de Riverdale, figura já conhecida no primeiro livro da série, no qual ele é o melhor amigo de Blake Ravenscrroft, o personagem principal de Como Agarrar Uma Herdeira. Nessa nova obra, Julia envolve o leitor com uma história leve, simples e divertida, capaz de cativá-lo até a última página.

 Elizabeth Hotchkiss é uma jovem órfã e pobre que possui três irmãos menores para sustentar, e sem ter mais recursos para arcar com as despesas da família, ela vê no casamento por conveniência a solução para os seus problemas. Um dia enquanto estava trabalhando como dama de companhia na casa de Lady Danbury, ela encontra na biblioteca da patroa um livro intitulado Como Se Casar Com Um Marquês, e para sua surpresa (e até desconfiança), a pequena obra é um manual com diversas regras, ou melhor, decretos, que promete ajudar uma dama a fisgar um bom partido.

"Ela teria que se casar. E o marido precisaria ter muito dinheiro. Era simples assim."
 Mesmo desconfiada, ela resolve levar o livro escondido no intuito de conhecer o seu conteúdo, e quem sabe assim, descobrir um meio eficaz para arrumar um bom casamento. Assim que começa a folhear tal obra, ela descobre que precisa praticar as instruções que são repassadas, afim de garantir o êxito na hora em que ela se deparar com um homem bem sucedido. O problema é que Elizabeth já possui uma certa atração pelo novo administrador da fazenda, James. Apesar disso, ela não acredita que se envolver com James seria o que ela realmente precisa, pois ele apesar de ser um homem muito atraente, educado, e que lhe desperta um sentimento forte, não possui bens, e por isso, ela não pode se casar com ele.

"Era engraçado, pensou Elizabeth de forma irônica, como nunca ficara nervosa com a expectativa de conhecer pessoas. E se agora estava assim era tudo culpa daquela maldita caça a um marido e daquele livro duplamente maldito."
 O que a jovem mal sabe é que James na verdade é o marquês de Riverdale e sobrinho de Lady Danbury, a qual requisitou a presença dele para salva-lá de uma chantagem. Para poder embarcar nessa missão e conseguir desvendar a charada, James precisou assumir tal disfarce de administrador afim de desviar qualquer suspeita sobre sua ligação com Lady Danbury.


 Enquanto investigava os possíveis suspeitos, James começa a desconfiar de Elizabeth, primeiro por causa do seu convívio diário com Lady Danbury, o que lhe permite acesso fácil a várias informações confidenciais da patroa, e segundo por conta do estranho interesse que a moça tem por um certo livro. Disfarçado, ele se aproxima da jovem e procura conhecer mais a respeito de sua vida, e aos poucos, começa a desacreditar de que Elizabeth seja a chantagista.

"Mas, se queria descobrir os segredos dela, tinha que fazê-la confiar nele. Ou, ao menos, precisava baixar a guarda dela o suficiente para que a moça deixasse escapar uma confidência ocasional daqueles deliciosos lábios rosados."
 A cada dia que passa, a atração entre os dois se torna mais forte, entretanto, o relacionamento deles se demonstra impossível, uma vez que Elizabeth crê que James não possui posses, e por isso, não tem como solucionar o problema de sua família; por outro lado, o jovem marquês acredita que não é o homem certo para a bela moça. Entretanto, James não demora muito para descobrir um marido certo para Elizabeth...

"- Vou lhe encontrar um marido.
- Talvez essa não seja uma boa ideia. Você...
Ele se virou na direção dela e falou irritado:
- Eu disse que lhe encontraria um maldito marido!"
 Creio que nos dias atuais, a personagem criada por Julia Quinn pode soar um tanto egoísta (e até mesmo interesseira), mas ao passo em que o leitor se familiariza com a sua história e a vida que leva junto aos irmãos, percebe que Elizabeth age mais pela necessidade de manter a família unida do que pela ganância. Na época em que a história é narrada, mais precisamente no ano de 1815, a sociedade inglesa não oferecia muitas oportunidades para uma dama sem posses. Em face disso, Elizabeth só tinha como saída arrumar um bom casamento, e nem mesmo isso ela tinha certeza se conseguiria.

 James por sua vez, se demonstrou uma figura masculina admirável, isso porque ele procurava pensar antes de agir, conhecer antes de julgar, e lógico, se demonstrou um verdadeiro cavalheiro ao passo em que se aproximava de Elizabeth. Mesmo disfarçado como um mero funcionário da fazenda, ele procurou conhecer alguém diferente, que lhe visse como James, e não como o marquês, o que as pessoas em Londres costumavam fazer, colocar o seu título antes da pessoa que ele era.

 Esse livro me surpreendeu, em certos pontos me emocionou, e claro, me fez dar várias risadas. Pessoalmente, achei o primeiro livro da série mais intenso, com um romance mais apimentado, mas isso não quer dizer que o segundo seja fraco, apenas é um pouco mais carregado no drama, com um tom um pouco mais sério.

 Ressalto a qualidade da diagramação e revisão, pois ambas facilitaram a compreensão da leitura. A capa é bem bonita, e tem muito a ver com a personagem que é descrita na história. Recomendo esse livro para quem adora um romance leve, divertido, e rápido de ler!

Classificação:


Onde Comprar

Saraiva - Amazon






Veja também:

30 comentários:

  1. Nossa só na resenha fiquei encantada pelo livro gente e desse tipo de livro que sou apaixonada amei guria já quero esse livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou, pois esse livro é realmente muito bom! Super indico!

      Beijos

      Excluir
  2. Fiquei curiosa para ler esse livro. Pela sua narrativa, já me cativou. A história parece ser bem gostosa e flui com naturalidade. Adorei! abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma história leve e que flui super bem. Super indico!

      Beijos

      Excluir
  3. Eu preciso muito ler um livro dessa autora. Sempre ouvi falar bem dela... sua resenha foi ótima, me chamou a atenção :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Julia Quinn, na minha opinião, é a rainha dos romances de época, por isso logo quando sai um novo livro dela, me adianto para conhecer. Espero que você possa conhecer as obras da Julia, garanto que vai amar!

      Bejos

      Excluir
  4. Acho as capas dos livros da autora Julia Quinn todas lindas, que história linda, comovente, gosto muito de romance e quando é da autora Julia Quinn pode ter certeza que é muito bom. Fiquei apaixonada pelo livro a história é bem fluída os personagens muito bons, bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sou apaixonada pelas capas dos livros da Julia, a Arqueiro sempre capricha!
      Obrigada pela sua visita e comentário, beijos!

      Excluir
  5. Hellen fiquei muito entusiasmada à medida em que fui lendo a sua resenha, já vou anotar pra ser minha próxima aquisição. A capa está perfeita!
    Bjs♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angela!

      Fico feliz que você tenha gostado da resenha, e mais feliz ainda pelo fato de que você se interessou pela história desse livro! Espero que você possa conhecer e se encantar também!

      Beijos

      Excluir
  6. Eu ja li esse video e sou apaixonada nele.... post perfeito bjs💋

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro bem gostoso de ler, com uma narrativa leve e apaixonante!

      Beijos

      Excluir
  7. Oi, Hellen! =)
    Acredito que o tom mais "dramático" do livro 2 seria o que me faria gostar mais dele do que do primeiro. Sinceramente não gosto de romances apimentados (rs.). Não costumo ler romances de época, embora Julia Quinn consiga despertar em mim algumas curiosidades sobre seus livros. Esse não me chamou tanto atenção, mas tendo a oportunidade de ler, leria sim.

    A capa está linda!

    Bjão.
    Diego França, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei o 2 mais dramático sim, mas isso não deixou nada a desejar, gostei da mesma forma! Espero que você possa dar uma chance para as obras da Julia, tenho certeza que você vai acabar gostando!

      Abraços

      Excluir
  8. Aqui está uma resenha maravilhosa de um livro que adoraria ler. Uma história muito bem traçada que nos prende e nos faz acreditar que quando queremos muito uma coisa conseguimos. Adorei a resenha.

    BeijinhoBom
    Paula Cardoso
    Magia nas Palavras ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paula, fico super feliz que você tenha gostado da resenha!
      Espero que você possa ler esse livro, pois a história vai te envolver do início ao fim!

      Abraços

      Excluir
  9. Achei intrigante haha amei a arte do livro, isso só dá ainda mais vontade de ler. Gostei da dinâmica que o livro apresenta entre os personagens. Amei sua resenha♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jéssica, espero que você também possa conhecer essa obra e se encantar com os personagens!

      Abraços

      Excluir
  10. Adoro os livros da Julia, apesar de ela não se preocupar muito com o contexto histórico as historias são muito divertidas e fácil de ler. E este universo que ela criou tem muitas historias divertidíssimas. A capa esta linda e combina bem com o primeiro livro desta duologia. Vai para a lista com certeza.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Às vezes eu também observo um detalhe atemporal nas obras da Julia, mas mesmo assim, não perde a sua qualidade. Fico contente por você ter incluído esse livro na sua lista, espero que goste!

      Abraços

      Excluir
  11. Amo romances de época mas nunca li nada da Quinn, esse parece ser mais uma livro maravilhoso dela. Já quero!

    Bjs
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, não perde mais tempo menina, a primeira vez que você ler um livro da rainha Quinn, não vai mais querer parar, pode ter certeza disso!

      Abraços

      Excluir
  12. Quero muito ler os livros da Quinn ainda, amo histórias de época e os livros dela com toda certeza estão na minha lista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super recomendo as obras da Julia para quem gosta de Romances de Época, e também, para quem ainda não se aventurou por esse gênero. A Quinn é maravilhosa, consegue prender o leitor do início ao fim.

      Abraços

      Excluir
  13. ahhhhh q lindooo!! amei sua resenha!!

    ResponderExcluir
  14. Encantada com o enredo desse livro, já quero!

    ResponderExcluir
  15. Otimo resenha , enredo maravilhoso!

    ResponderExcluir